“A fila nunca vai acabar”, diz Lupi sobre INSS

Siga nosso Canal no Youtube
www.youtube.com/@radiopiranhas

“A fila nunca vai acabar”, diz Lupi sobre INSS

Foto:Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, declarou, nesta quarta-feira, 3, que a fila de espera no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) nunca terá fim. Ele estabeleceu como meta reduzir o tempo de espera para 30 dias neste ano.

Segundo Lupi, o tempo médio de espera para a análise de pedidos de benefícios assistenciais ou previdenciários é de 49 dias. As declarações foram feitas durante a cerimônia de abertura do curso de formação dos aprovados no último concurso do INSS, em Brasília.

Eu quero, nesse ano de 2024, chegar à data de 30 dias de espera para conclusão do benefício. O que quer dizer? Que no próprio mês em que a pessoa faz o pedido, o processo seja concluído“, afirmou o ministro.

Lupi disse que mesmo após superar o desafio da fila extensa, ela não será totalmente eliminada. Ele alertou para a quantidade constante de novos pedidos que entram mensalmente no sistema. “Todo mês são recebidos cerca de 900 mil a 1 milhão de novos pedidos. É preciso conferir documentos, ser justo no processo. Por isso, a fila nunca vai acabar“, explicou.

Quando assumiu o Ministério da Previdência Social, no começo de 2023, Lupi havia prometido zerar a fila até o final do ano, o que não aconteceu.

O ministro esclareceu que nunca prometeu zerar a fila literalmente, mas sim reduzir o tempo de espera para os 45 dias estabelecidos por lei. “Nunca falei em zerar, sempre falei em colocar o prazo de 45 dias. Porque todo mês entram de 900 mil a 1 milhão de pedidos iniciais. Então, a cada mês você vai lidando com essa demanda“, disse.

Segundo Lupi, no início do ano passado o tempo médio de espera estava entre 80 e 100 dias, mas até o final foi reduzido para 49. Ele destacou que houve uma queda significativa na fila e que os dados finais de dezembro serão divulgados em breve.

Se ele cumprir o que falou e diminuir o tempo da fila, o próximo desafio será humanizar o atendimento do INSS, conforme anunciado por Lupi nesta quarta-feira.

O presidente Lula, em seu discurso de posse, também prometeu acabar com a “vergonhosa fila” do INSS, estamos aguardando.

Em abril de 2023, Lupi declarou que não havia recursos suficientes para zerar a fila. Em resposta, o governo editou uma medida provisória criando o Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social (PEFPS), que posteriormente se tornou lei em novembro após aprovação do Congresso.

Segundo dados do INSS de setembro, 1,5 milhão de pessoas aguardavam atendimento para concessão de benefícios.

source

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *