Aquisições de tecnologias proibidas pela China desafiam EUA

Siga nosso Canal no Youtube
www.youtube.com/@radiopiranhas

Aquisições de tecnologias proibidas pela China desafiam EUA

2-O-filme-e-uma-coproducao-entre-China-e-Estados-Unidos

As Forças Armadas chinesas, institutos de pesquisa em inteligência artificial controlados pelo governo e universidades públicas adquiriram lotes de semicondutores da Nvidia, uma venda que é proibida pelos EUA para a China.

Apesar das restrições, a revisão de documentos de licitação, segundo matéria da Reuters, destaca a dificuldade de Washington em cortar completamente o acesso da China a chips avançados, essenciais para avanços em IA e computadores sofisticados para uso militar.

A venda ou compra desses chips de alta tecnologia não é ilegal na China. Documentos mostram que dezenas de entidades chinesas compraram e receberam semicondutores da gigante Nvidia desde a imposição das restrições. Estes documentos incluem os chips A100 e H100, cuja exportação para a China e Hong Kong foi proibida em setembro de 2022 pelos EUA, bem como os chips A800 e H800, proibidos em outubro.

Os compradores incluem universidades, o Instituto de Tecnologia de Harbin e a Universidade de Ciência e Tecnologia Eletrônica da China, acusadas de envolvimento com as forças armadas e serviços de inteligência do país asiático.

O mercado subterrâneo de chips na China floresceu após as restrições dos EUA, com fornecedores adquirindo estoques excedentes que chegam ao mercado após grandes remessas da Nvidia para empresas dos EUA, ou importando por meio de empresas de fachada na Índia, Taiwan e Singapura.

A Nvidia afirmou que cumpre todas as leis de controle de exportação aplicáveis e exige que seus clientes façam o mesmo. O Departamento de Comércio dos EUA recusou-se a comentar, mas as autoridades dos EUA prometeram fechar lacunas nas restrições de exportação e limitar o acesso aos chips por unidades de empresas chinesas localizadas fora da China.

Riscos militares do avanço chinês em IA

O avanço da China na tecnologia de IA representa um risco militar significativo para o Ocidente. Os chips de IA da Nvidia são essenciais para o desenvolvimento de sistemas de armas autônomos, como drones de combate e veículos aéreos não tripulados. O acesso da China a esses chips pode permitir que o país desenvolva sistemas de armas mais sofisticados e capazes, o que poderia desequilibrar a balança de poder militar global.

A lógica da proibição de exportação de chips da Nvidia para a China é impedir que o país obtenha a tecnologia necessária para desenvolver sistemas de armas autônomos. No entanto, essa proibição não é totalmente efetiva.

Os chips da Nvidia são vendidos em todo o mundo, e é difícil controlar seu fluxo para a China. Além disso, a China está desenvolvendo sua própria tecnologia de IA, o que pode reduzir sua dependência de fornecedores estrangeiros.

source
O Antagonista

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *