Ex-senador Lauro Sodré está no 'Livro de Heróis e Heroínas da Pátria'

Siga nosso Canal youtube.com/@radiopiranhas

Ex-senador e ex-governador do Pará, Lauro Nina Sodré e Silva entrou definitivamente para o Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, a partir da sanção da Lei 14.805, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (12).

Sua indicação, resultado do PL 428/2021, do senador Confúcio Moura (MDB-RO), foi aprovada em maio de 2022 na Comissão de Educação (CE), em caráter terminativo, quando foi encaminhada à análise da Câmara. No Senado, a matéria foi relatada pelo senador Zequinha Marinho (Podemos-PA). 

Lauro Nina Sodré e Silva nasceu em Belém, em 1858. Em 1876 ingressou como cadete na Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, então capital do Império. Foi aluno de Benjamin Constant, o que o influenciou abraçar a causa republicana. Em 1878 fundou, juntamente com outros alunos da Praia Vermelha, um clube secreto republicano. 

Após a Proclamação da República em 15 de novembro de 1889, foi nomeado secretário de Benjamin Constant no Ministério da Guerra e, em seguida, na Secretaria de Estado da Instrução Pública, Correios e Telégrafos. Em 1890 elegeu-se deputado pelo Pará e foi eleito governador do Pará por unanimidade pelo Congresso Constituinte paraense. Quando Marechal Deodoro da Fonseca decretou a dissolução do Congresso Nacional em 3 de novembro de 1891, Lauro Sodré foi o único governador a se colocar contra o golpe.

Em 1897 foi eleito senador pelo Pará e escolhido candidato à presidência da República para a sucessão de Prudente de Morais, apoiado sobretudo por republicanos e positivistas. Realizadas as eleições no dia 1º de março de 1898, foi derrotado por Campos Sales. Em 1903 foi eleito senador pelo Distrito Federal. Eleito senador uma vez mais pelo estado do Pará, em 1913, após 37 anos de serviço no Exército, foi reformado no posto de general. Assumiu ainda, por mais duas vezes, o cargo de governador do Pará, tendo abandonado a vida política em 1930. 

O Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria registra o nome e homenageia os brasileiros ou grupos de brasileiros que tenham oferecido a vida em defesa e construção do país com excepcional dedicação e heroísmo. Ele está guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

source

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *