Israel luta por direito de viver em segurança, diz chefe militar

Siga nosso Canal no Youtube
www.youtube.com/@radiopiranhas

Israel luta por direito de viver em segurança, diz chefe militar

Foto: Reprodução/ Forças de Defesa de Israel

O chefe do Estado-Maior do Exército de Israel, o tenente-general Herzi Halevi (foto), disse neste sábado, 13, que o país trava em Gaza uma guerra “justa” contra o grupo terrorista Hamas para defender “seu direito de viver em segurança”.

“É importante nos lembrarmos de que estamos travando uma guerra que é mais justa que qualquer outra, uma guerra desencadeada por um inimigo sanguinário que massacrou inocentes de forma desumana. Não nos esquecemos, não nos esqueceremos e continuaremos a lembrar disso, mesmo para aqueles que tentam negar.”

Halevi disse ainda que hoje “foram aprovados planos (…) para continuar a luta e aumentar a pressão militar sobre o Hamas”, que “por si só permitiu trazer de volta muitos reféns.

“Estamos atuando por todos os meios, a maior parte do tempo secretamente, para os trazer de volta e continuaremos a fazê-lo até que regressem”, acrescentou.

“Para obter resultados reais, devemos continuar a atuar em território inimigo e não deixar que cedamos a um cessar-fogo que não nos trará quaisquer resultados.”

Leia também: StandWithUs Brasil: Lula põe o país do lado errado da história

Dos cerca de 250 reféns sequestrados pelo Hamas no massacre de 7 de outubro, 105 foram libertados em troca de prisioneiros palestinos durante uma trégua no final de novembro.

Autoridades israelenses acreditam que ainda há 127 reféns em cativeiro, além de 13 que continuam desaparecidos e 25 que morreram sem que os seus corpos tenham sido recuperados.

Assista também ao episódio desta semana do podcast Latitude. Isabella Buiume, especialista em contraterrorismo, e o cientista político Igor Sabino, gerente de conteúdo da StandWithUs Brasil, são os entrevistados do programa.

 

source
O Antagonista

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *