Líder Houthi chama ataques dos Estados Unidos e do Reino Unido de “bárbaros”

@radiopiranhas

Os ataques conjuntos conduzidos pelos Estados Unidos e pelo Reino Unido no Iêmen na quinta-feira (11) foram “bárbaros”, disse um alto funcionário Houthi na sexta-feira (12).

Numa declaração no X, Mohammed Ali al-Houthi, chefe do comitê revolucionário supremo do grupo militante, disse que os ataques foram “bárbaros, terroristas e são uma agressão deliberada e injustificada que reflete uma psicologia brutal”. Os ataques mostraram que eram os Estados Unidos que “geriam a agressão” em Gaza, bem como no Iêmen, afirmou também.

Os ataques de quinta-feira (11) marcam uma resposta significativa depois que os EUA e seus aliados alertaram o grupo militante apoiado pelo Irã de que enfrentaria as consequências dos repetidos ataques de drones e mísseis contra navios comerciais no Mar Vermelho, que os Houthis dizem ser uma vingança contra Israel por suas operações militares em Gaza.

Anteriormente, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Houthi advertiu que os EUA e a Reino Unido enfrentariam graves repercussões pelo que chamou de um ato flagrante de agressão.

Reação regional

O Irã, que se acredita ter armado e treinado os Houthis, também condenou os ataques conjuntos, dizendo que violavam o direito internacional e “a soberania e integridade territorial do Iêmen”, alertando que iriam alimentar a instabilidade regional.

A Arábia Saudita, um parceiro militar próximo dos EUA que mantém uma trégua cuidadosamente negociada com os Houthis após anos de guerra, expressou profunda preocupação com a situação de segurança no Mar Vermelho e apelou à moderação.

source
Fonte: CNN

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *