Michelle Bolsonaro diz que vai processar pessoas do PT por “ameaças”

Ex-primeira dama esteve envolvida em uma série de embates com figuras ligadas ao partido, dentre elas a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann

A ex-primeira-dama e presidente do PL Mulher, Michelle Bolsonaro disse neste domingo (14.jan.2024) que irá processar “representantes” do PT (Partido dos Trabalhadores) por “ataques” feitos contra ela. 

Informo que as ações judiciais cabíveis já foram iniciadas e que, diante do histórico violento da militância da esquerda, as medidas preventivas de segurança foram reforçadas.

Michelle esteve envolvida em uma série de embates com pessoas ligadas ao PT nos últimos dias. A 1ª foi quando a sindicalista e professora, Elenira Vilela, disse que há a necessidade de “destruir politicamente” e “quiçá de outras formas” a ex-primeira-dama.

A fala se deu durante uma live realizada em dezembro de 2023, mas que viralizou em 11 de janeiro. O ex-deputado federal e ex-presidente do PT, José Genoíno, também estava presente. Elenira chegou a ser candidata a vereadora em Florianópolis (SC) pela sigla em 2020.

Depois do episódio, o PL emitiu uma nota de repúdio à fala feita na live. “A gravidade da ameaça proferida pela mulher filiada ao PT contra a integridade de Michelle Bolsonaro está nítida e engloba, segundo as palavras dessa militante petista, não só uma destruição política e judicial, mas uma variedade de outras possibilidades”.

Em março de 2023, Michelle tomou posse como presidente do PL Mulher, ala interna do Partido Liberal. Desde esse momento, seu protagonismo na cena política tem crescido, ao igual que a sua participação nas redes sociais.

Dias antes, em 5 de janeiro, a influenciadora petista Karina Santos – conhecida pelas críticas a bolsonaristas– teve seu perfil divulgado pela página no Instagram de Michelle Bolsonaro. Karina, que é de Recife, disse ter recebido ameaças e xingamentos de internautas depois da postagem.

A Polícia Civil de Pernambuco abriu uma investigação sobre o caso. A influenciadora afirmou em outra publicação na rede social que as autoridades identificaram “quase todas as pessoas” responsáveis pelas ameaças.

Em 13 de janeiro, a deputada federal e atual presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), saiu em defesa de Elenira e Karina afirmando que Michelle Bolsonaro “gosta de se fazer de santa”. Hoffmann disse que Michelle “usa todos os métodos covardes do bolsonarismo” para tentar calar mulheres ligadas ao PT.

Eis a íntegra do post de Michelle Bolsonaro

“Agradeço a cada um de vocês pelas mensagens de apoio e de preocupação diante da covarde ameaça e dos ataques feitos por representantes do PT contra mim

“Informo que as ações judiciais cabíveis já foram iniciadas e que, diante do histórico violento da militância da esquerda, as medidas preventivas de segurança foram reforçadas.

“Deus está no comando… Sempre!!

“Somente com os teus olhos, contemplarás e verás o castigo dos ímpios. Pois disseste: O Senhor é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada. Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará à tua tenda. Porque aos anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos. (Salmos 91:8 – 11)”


source
Fonte – Poder360

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *