Republicanos enfrentam frio de Iowa em meio a última pesquisa eleitoral antes de primárias

@radiopiranhas

Uma pesquisa bastante aguardada deu o tom do último dia inteiro de campanha no gelado Estado norte-americano do Iowa neste domingo, com Donald Trump mantendo uma grande vantagem e Nikki Haley ultrapassando Ron DeSantis pelo segundo lugar na corrida republicana pela indicação à candidatura para a Presidência dos Estados Unidos.

A pesquisa da Des Moines Register/NBC News divulgada na noite de sábado deu a Trump 48% das intenções de voto na primária estadual, embora sua vantagem tenha caído 3 pontos percentuais em relação à pesquisa de dezembro. A ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley apareceu em segundo lugar com 20%, aumento de 4 pontos, seguida pelo governador da Flórida, DeSantis, com 16%, uma queda de 3 pontos.

Os organizadores da pesquisa costumam dizer com orgulho que conseguem ler com precisão o humor dos eleitores de Iowa.

A pesquisa forneceu uma forte indicação de que Trump deve mesmo obter um desempenho favorável nos caucauses (assembleias de eleitores) de segunda-feira, a primeira disputa eleitoral antes das eleições presidenciais que acontecerão em novembro.

Uma vitória daria a Trump, aos 77 anos, um grande passo para garantir a nomeação republicana e assim enfrentar o atual presidente, o democrata Joe Biden, de 81 anos, numa possível revanche do pleito de 2020. Seria uma prova de que muitos republicanos estão dispostos a ignorar os crescentes problemas jurídicos e a retórica inflamada de Trump.

Trump queria realizar um comício neste domingo em Indianola, um subúrbio da capital estadual Des Moines, mas o clima já o forçou a cancelar um na cidade de Cherokee. O ex-presidente cancelou dois eventos no sábado, aparecendo à noite em uma transmissão ao vivo de campanha.

“Estamos liderando muito em todas as pesquisas e vocês têm que ir às ruas”, disse Trump a seus apoiadores. “Precisamos enviar uma mensagem mais importante para novembro.”

DeSantis e Haley, que foi embaixadora de Trump na Organização das Nações Unidas (ONU), precisam se sair bem o suficiente em Iowa para ganhar algum impulso para a próxima disputa, em New Hampshire, no dia 23 de janeiro.

A campanha de DeSantis prevê um grande desempenho na noite de segunda-feira, apesar da queda na pesquisa da NBC.

“As campanhas vencedoras não se baseiam em dados públicos. Mais importante, ninguém trabalhou mais e está mais bem organizado do que Ron DeSantis”, disse seu porta-voz Andrew Romeo.

source
Fonte: CNN

Compartilhar:

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *